Startup do Vale do Silício tem como objetivo detectar OVNIs

Uma equipe de veteranos militares, cientistas e empresários tem como objetivo rastrear ‘fenômenos aéreos não identificados’.

Conhecidas como UAP eXpeditions, uma startup sem fins lucrativos com sede em Oregon é liderado por Kevin Day.


Ele é um suboficial aposentado da Marinha dos EUA e operador de radar que serviu a bordo de um dos navios do Nimitz Carrier Strike Group na época.

Day lembra de rastrear os objetos em forma de “Tic Tac” ao longo da costa da Califórnia usando o sistema de radar avançado do USS Princeton e acredita que eles podem continuar a operar na mesma trajetória até hoje.

O objetivo declarado do grupo é “colocar em campo um grupo de alto nível de profissionais super experientes que prestam o serviço público de testar novas tecnologias relacionadas ao UAP”.

Ele também usará “técnicas clássicas, por observadores e cientistas treinados, enquanto estiver usando as mais recentes tecnologias experimentais – nos lugares e momentos certos”.

Essa tecnologia incluirá câmeras de ponta e sistemas de monitoramento experimental usados ??para rastrear e fotografar os objetos, em um esforço para aprender o máximo possível sobre eles.

A equipe incluirá o ex-cientista do Centro de Pesquisa Ames da NASA, Dr. Kevin Knuth.

“O objetivo da expedição é nos dar um pouco de verdade”, disse ele ao Motherboard . 

“Nosso objetivo é tentar observar esses objetos diretamente e registrá-los usando várias modalidades de imagem”.

De acordo com Knuth, o projeto terá duas fases – a primeira envolvendo o uso de imagens de satélite para procurar objetos anômalos na região e a segunda para estacionar essencialmente um grande barco na água na costa da Califórnia para rastrear e observar diretamente os objetos enquanto eles passam.

Outros membros da equipe incluem o ex-mestre-de-armas chefe do USS Princeton, Sean Cahill, e o pesquisador de OVNIs Bruce Macabee.

Se o grupo realmente encontrará algum vestígio dos objetos, no entanto, resta saber.

Comente!