Ufologia

Homem que “viu” base alienígena na Lua morre em queda de bicicleta

O ex-sargento da Força Aérea dos Estados Unidos Karl Wolfe afirmou ter visto fotografias de uma base alienígena na Lua.

O homem de 74 anos, que trabalhava no Tactical Air Command, na Base Aérea de Langley, na Virgínia, na década de 1960, foi morto após ser atropelado por um trailer enquanto andava de bicicleta em Lansing, Nova York.


Wolfe alcançou a fama em 2001, depois de afirmar ter visto evidências fotográficas de estruturas extraterrestres no outro lado da Lua.

Durante seu tempo na Força Aérea, ele trabalhou como técnico de vigilância fotográfica, que envolvia principalmente o trabalho com as máquinas que processavam imagens de vídeo gravadas no Vietnã.

Nesta ocasião em particular, porém, ele foi solicitado a se reportar à instalação da NSA na base para ajudar no processamento de algumas imagens tiradas durante uma recente missão lunar.

Enquanto ele estava lá, outro aviador mostrou-lhe um mosaico fotográfico composto por imagens tiradas durante várias passagens do orbitador lunar. Ele alegou que mostrava uma “base” no lado oposto da lua.

“Ele puxou um desses mosaicos e mostrou esta base que tinha formas geométricas – havia torres, havia edifícios esféricos, havia torres muito altas e coisas que pareciam com antenas de radar, mas eram estruturas muito grandes”, disse Wolfe. disse.

Depois que ele foi para casa, ele esperava ouvir sobre a descoberta nas notícias, mas o anúncio nunca chegou. Ele finalmente percebeu que a presença da base deveria ter sido encoberta.

Mesmo agora, mais de 50 anos depois, nenhuma explicação definitiva para o que ele viu naquele dia foi encontrada.

Sobre o autor

Renê Fraga

é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

Comente!

error: