Curiosidades

Relatório final do MH370 deixa mistério sem resolução

Em um relatório final sobre o destino do MH370, os investigadores admitem que não têm explicação para seu desaparecimento.

Exatamente o que aconteceu com o vôo 370 da Malaysia Airlines após decolar do Aeroporto Internacional de Kuala Lumpur em 8 de março de 2014 ainda continua sendo um dos mistérios mais duradouros da história da aviação.


Apesar de realizar uma extensa pesquisa cobrindo 46.332 milhas quadradas, custando US$ 160 milhões e durando 1.046 dias, os investigadores da Austrália, China e Malásia não conseguiram encontrar os destroços.

Agora, mais de quatro anos após o desaparecimento do avião, um relatório final de 495 páginas foi publicado detalhando todas as informações coletadas durante a investigação.

Foi escrito por uma equipe de 19 investigadores malaios apoiados por várias organizações internacionais, incluindo a Agência de Investigação de Acidentes Aéreos do Reino Unido e o Departamento de Segurança de Transporte da Austrália.

“A equipe é incapaz de determinar a causa real do desaparecimento do MH370”, escreveram eles.

“Este relatório é dedicado à memória dos 239 passageiros e tripulantes desaparecidos no MH370 (9M-MRO) em 08 de março de 2014.”

“Eles serão para sempre perdidos por suas famílias, amigos e colegas, mas nunca serão esquecidos.”

Do jeito que as coisas estão, parece improvável que algum dia saberemos com certeza o que aconteceu.

O relatório em si pode ser visto – aqui.

Sobre o autor

Renê Fraga

é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

Comente!

error: