Curiosidades

Nova pista encontrada em misteriosos sinais de rádio do espaço

Os cientistas suspeitam que as explosões inexplicadas possam vir de um ambiente magnético muito forte.

É um fenômeno que conseguiu desafiar a explicação por anos – explosões poderosas de ondas de rádio provenientes de muito além da nossa própria galáxia que, apesar de meros de milissegundos, geram tanta energia quanto o Sol faz em um dia inteiro.


Até o momento, a única fonte repetida conhecida de rajadas de rádio rápidas é FRB 121102 – um objeto misterioso situado numa galáxia anão distante a mais de três bilhões de anos-luz de distância.

Agora, graças a novas observações feitas por cientistas com a iniciativa Breakthrough Listen, revelou-se que, ao contrário da maioria dos objetos radiante no universo, quase toda a luz do FRB 121102 está polarizada – o que significa que as ondas de luz estão orientadas na mesma direção.

Quando a luz polarizada passa por uma região com um campo magnético forte, a polarização torna-se “torcida” por um efeito conhecido como “rotação de Faraday”.

Ao analisar a quantidade de rádio explodido do FRB 121102 e que tornaram-se torcidas, permite comparar isso com os efeitos de outros fenômenos astrofísicos conhecidos.

“As únicas fontes na Via Láctea que são torcidas tanto como FRB121102 estão no centro galáctico, que é uma região dinâmica perto de um buraco negro maciço. Talvez o FRB121102 esteja em um ambiente similar em sua galáxia hospedeira”, disse o co-autor do estudo. Daniele Michilli da Universidade de Amsterdã.

“No entanto, a torção das explosões de rádio também poderia ser explicada se a fonte estiver localizada em uma nebulosa poderosa ou supernova remanescente.

Sobre o autor

Renê Fraga

é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

Comente!

error: