Objeto misterioso pode ser o primeiro visitante de outro sistema solar

Astrônomos em todo o mundo estão tentando rastrear um objeto pequeno e em movimento rápido que está passando pelo nosso sistema solar.

É um cometa? Um asteroide? A NASA não tem certeza. A agência espacial não sabe de onde veio, mas ele não se comporta como as rochas do espaço e isso significa que pode não ser do nosso sistema solar.


Se isso for confirmado, a NASA diz que “seria o primeiro objeto interestelar a ser observado e confirmado pelos astrônomos”.

“Estamos esperando este dia há décadas”, disse Paul Chodas, gerente do Centro de Estudos de Objetos da Terra da NASA, em um comunicado de imprensa da NASA.

“Há muito tempo tem sido algo teórico que tais objetos existem – asteroides ou cometas se movendo entre as estrelas e, ocasionalmente, passando pelo nosso sistema solar – mas esta é a primeira dessas detecções. Até agora, tudo indica que este é provavelmente um objeto interestelar, novos dados podem ajudar a confirmá-lo”.

A NASA diz que os astrônomos estão apontando telescópios no chão e no espaço para objeto com o intuito de obter esses dados.

Por enquanto, o objeto está sendo chamado A/2017 U1. Os especialistas acham que tem menos de 400 metros de diâmetro e está passando pelo espaço a 25,5 quilômetros por segundo.

Foi descoberto em 19 de outubro pelo telescópio Pan-STARRS 1 da Universidade do Havaí em Haleakala, no Havaí.

Rob Weryk, um pesquisador pós-doutorado do Instituto de Astronomia da Universidade do Havaí, foi o primeiro a identificar o objeto e imediatamente percebeu que havia algo diferente sobre isso.

“Seu movimento não pode ser explicado usando uma órbita de asteroide ou cometas do sistema solar normal”, disse ele. “Este objeto veio de fora do nosso sistema solar”.

O que quer que seja, o objeto não é uma ameaça para a Terra.

Para onde vai? Os cientistas acham que o objeto está indo em direção à constelação de Pegasus e está a caminho do nosso sistema solar.

“Esta é a órbita mais extrema que já vi”, disse Davide Farnocchia, cientista do Centro de Estudos de Objetos da Terra. “Está indo extremamente rápido e em tal trajetória que podemos dizer com confiança que este objeto está a caminho do sistema solar e não está voltando”.

Comente!