Discos voadores completam 70 anos com avistamento no Monte Rainier ainda sem explicação

Setenta atrás, um piloto americano teve um encontro bizarro no céu que mudou sua vida e criou todo o fenômeno OVNI. O avistamento de Kenneth Arnold provocou o mito dos discos voadores.

Menos de duas semanas antes do mais famoso incidente de Roswell em julho de 1947, que se alega que um disco voador caiu no deserto do Novo México, Kenneth Arnold viu nove “OVNIs” voando em alta velocidade.


Arnold, com 32 anos, disse que estava voando de Chehalis para Yakima, ambos em Washington, na época, e ficou assustado com um estranho flash de luz.

Ele disse: “Eu observei uma cadeia de nove aeronaves de aparência peculiar voando de norte a sul” perto do Monte Rainier.

O piloto privado disse que ele estava a 9.200 pés, e era cerca de 15h quando ele assistiu o objeto estranho por até três minutos.

Ele estimou que eles viajavam a um mínimo de 1.200 milhas por hora.

Ele pousou em Yakima, e depois de contar a um amigo que não acreditava nele, os detalhes de seu encontro foram divulgados.

Inicialmente, ele os descreveu como “panelas de torta”, ou boomerang, mas acrescentou que eles eram como “pires saltando na água”.

A mídia criou o termo discos voadores depois disso.

Os oficiais da Força Aérea do Exército dos EUA, Frank Brown, e o Capitão William Davidson, de Hamilton Field, na Califórnia, entrevistaram o Sr. Arnold em 12 de julho.

Os militares concluíram em um relatório que ele dizia a verdade, mas tinha visto uma miragem.

O relatório disse: “É a opinião atual do entrevistador que o Sr. Arnold realmente viu o que ele declarou ver”.

“É difícil acreditar que um homem de seu caráter e aparente integridade declararia que ele viu objetos ao escreveu um relatório na medida em que ele fez, se ele não os visse”.

Uma série de explicações foram dadas, incluindo que ele viu picos congelados da Cordilheira Cascade, meteoros, manchas de água na janela, nuvens orográficas, que se levantam, ou mesmo pelicanos.

Em uma entrevista três anos depois, o Sr. Arnold afirmou ter tido mais três avistamentos semelhantes, assim como outros pilotos.

Ele disse: “se não é feito por nossa ciência ou forças aéreas do exército, eu estou inclinado a acreditar que é de origem extraterrestre”.

No mês seguinte, o caso Roswell aconteceu quando a força aérea emitiu um comunicado de imprensa sobre um suposto disco voador acidentado para dizer que era um balão meteorológico.

Por trás das cenas, o FBI tomou estes casos a sério e investigou.

Project Sign começou no final de 1947, e mais tarde evoluiu para o Projeto Livro Azul [Project Blue Book].

Em 1950, Hollywood lançou o filme The Flying Saucer – que foi a primeira vez que uma nave alienígena foi retratada como um disco voador.

Em 1951, no filme “O Dia em que a Terra Parou” usou um disco voador para alertar a humanidade sobre a aniquilação nuclear.

Já em 1952, a USAF criou o termo objeto voador não identificado (OVNI).

A década de 1950 se tornou-se a era dourada para OVNIs com paranoia de guerra fria alimentando avistamentos após avistamentos.

Nick Pope, que uma vez investigou OVNIs para o Ministério da Defesa (MoD), disse:

“Agora, quase exatamente 70 anos depois, o mistério OVNI vive e ainda há um grande interesse neste tópico fascinante”.

Comente!