Pólo norte magnético está se dirigindo para a Sibéria

Graças ao enfraquecimento do campo magnético da Terra, o pólo norte magnético está se afastando do Canadá.

Ao contrário da crença popular, o pólo norte geográfico – o ponto mais ao norte da superfície da Terra – não é o mesmo que o pólo norte magnético – o ponto em que o campo magnético do planeta aponta verticalmente para baixo.


O pólo norte magnético tem sido tradicionalmente localizado no Ártico canadense, mas nos últimos 20 anos tem se movido lentamente em direção à Sibéria a uma taxa de 55 quilômetros por ano.

De acordo com os dados mais recentes divulgados pelos Centros Nacionais de Informação Ambiental e pelo British Geological Survey, é provável que esse movimento continue por muitos anos, embora à velocidade um pouco mais lenta de 32 quilômetros por ano.

Dados precisos são essenciais porque são críticos para o funcionamento dos sistemas de navegação GPS.

A razão para o movimento do pólo norte magnético deve-se ao enfraquecimento do campo magnético do planeta, no entanto, não se entende completamente por que esse declínio deveria estar acontecendo.

Alguns cientistas acreditam que o campo acabará virando completamente em seu eixo, o que significa que o norte e o sul serão efetivamente revertidos – algo que já aconteceu várias vezes antes.

Não está claro, porém, quando isso acontecerá ou que impacto terá sobre a civilização humana.

“Não se trata de reverter, mas de reverter”, disse Ciaran Beggan, do British Geological Survey, em Edimburgo.

Comente!