143 novos geoglifos de Nazca descobertos no Peru

Os pesquisadores usaram uma inteligência artificial para identificar desenhos inéditos no chão do deserto.

Situadas em um remoto planalto árido no sul do Peru, as Linhas de Nazca são uma série de desenhos artísticos espetaculares, incluindo imagens de aranhas, macacos, beija-flores, peixes e lagartos, que foram gravados no chão há mais de 2.000 anos atrás.


Agora, pesquisadores da Universidade Yamagata, no Japão, revelaram a descoberta de 143 geoglifos adicionais que datam de 100 aC a 300 dC.

A equipe usou um sistema de inteligência artificial da IBM para analisar grandes quantidades de imagens de satélite e drone de alta resolução e procurar os sinais reveladores de marcações feitas pelo homem.

Muitos deles estavam quase esgotados e seriam quase impossíveis de detectar de outra maneira.

“Todas essas figuras foram criadas removendo as pedras negras que cobrem a terra, expondo a areia branca abaixo”, escreveu a equipe.

Embora ninguém saiba exatamente por que os geoglifos foram criados, alguns pesquisadores acreditam que foram projetados para serem vistos por deidades no céu ou que tinham significado astronômico.

O fato de terem sido projetados para serem vistos apenas do alto os tornou um fenômeno particularmente fascinante.

Comente!