Flutuações misteriosas de oxigênio detectadas em Marte

O mistério de longa data do metano em Marte agora se junta a outro enigma desconcertante – o oxigênio.

O rover Curiosity da NASA fez algumas descobertas fascinantes durante a exploração da Cratera Gale e esta última não é exceção.

Após a liberação de cinco anos de dados do laboratório de química portátil Sample Analysis at Mars (SAM) do rover, foi revelado que o oxigênio na atmosfera do planeta exibe variações sazonais anômalas que se acredita serem causadas por algum processo químico desconhecido.

Como a Terra, Marte é inclinado em seu eixo de rotação, o que significa que também experimenta as estações.

O instrumento SAM do Curiosity tem monitorado a composição atmosférica de estação para estação, registrando as várias concentrações de gases ao longo de vários anos.

Embora tenha constatado que o nitrogênio e o argônio seguem um padrão sazonal previsível, no entanto, verifica-se que o oxigênio não – algo parece produzi-lo regularmente e retirá-lo novamente.

“A primeira vez que vimos isso, foi incompreensível”, disse o co-autor do estudo, Prof Sushil Atreya.

No momento, ninguém sabe ao certo qual poderia ser a explicação para isso.

“Estamos lutando para explicar isso”, disse Melissa Trainer, da NASA. “O fato de o comportamento do oxigênio não ser perfeitamente reproduzível a cada estação nos faz pensar que não é um problema que tem a ver com a dinâmica atmosférica. Tem que ser uma fonte química e uma fonte que ainda não podemos explicar”.

A busca por respostas continua.

Comente!