Ativista: ‘OVNIs podem ser projetos negros da USSF’

O ativista nuclear Bruce Gagnon sugeriu que alguns OVNIs podem ser veículos da Força Espacial de ‘orçamento negro’.

Ex-veterano da Força Aérea que serviu no Vietnã, Gagnon é o coordenador da ‘Rede Global Contra Armas e Energia Nuclear no Espaço’ e esteve envolvido em inúmeras campanhas e protestos condenando o uso de armas nucleares e a potencial proliferação de armas no espaço .


Ele está particularmente preocupado com a chamada Força Espacial que o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou em junho de 2018.

Criado para impedir que países como Rússia e China ganhem posição diante dos Estados Unidos, esse novo ramo militar pode finalmente liderar para conflitos espaciais completos e o desenvolvimento de plataformas de armas espaciais em órbita ao redor da Terra.

Em uma entrevista recente ao The Daily Star, Gagnon chegou a sugerir que algumas pessoas que estavam vendo OVNIs são na verdade protótipos de veículos da Força Espacial desenvolvidos em segredo com um ‘orçamento negro’.

“Acho que é possível, falei sobre o orçamento militar secreto, o orçamento negro e o desenvolvimento de tecnologias avançadas, e é possível que alguns desses chamados artesanatos sejam essas novas tecnologias”, disse ele.

Ele até se lembrou de ter testemunhado uma fotografia de um desses veículos enquanto participava de uma palestra de Paz de Militarização Espacial. 

Era o Northrop Grumman B-21 Raider – um próximo bombardeiro furtivo de longo alcance capaz de fornecer cargas úteis convencionais e nucleares.

Ele observou que a imagem, que não foi tornada pública, “parecia algo fora do espaço”.

“Tenho certeza de que eles estão testando tecnologias de guerra espacial que nem podemos imaginar, que eu tenho certeza”, disse ele.

“Eles agora estão treinando pessoas, jovens, eles têm acampamentos espaciais nos Estados Unidos. Eles os trazem e os empolgam, depois os transferem para a Academia da Força Aérea e recebem uma forte doutrinação sobre guerra e espaço”.

Comente!