Astrônomo descobre segundo visitante interestelar

Um astrônomo amador descobriu o que se acredita ser um cometa que veio de um sistema solar distante.

Anunciado pelo Minor Planet Center (MPC) na Universidade de Harvard na quarta-feira, o cometa está em uma órbita hiperbólica e é muito maior que o ‘Oumuamua, que foi descoberto em 2017.


O novo visitante ainda não chegou à sua aproximação mais próxima do Sol (periélio), o que significa que os astrônomos terão a oportunidade de observá-lo por pelo menos 12 meses.

Conhecido oficialmente como o cometa C / 2019 Q4 (Borisov), foi visto pela primeira vez em 30 de agosto.

“Ao contrário de Oumuamua, cuja natureza de asteróides ou cometas ainda é debatida, este é definitivamente um cometa”, disse o astrofísico Karl Battams.

“Se for inequivocamente interestelar, será fascinante ver como sua composição se compara à variedade que vemos nos cometas de nosso próprio Sistema Solar”.

Comente!