Polícia invade grupo de contatados de ETs na Tailândia

O Centro de Meditação Khao Kala, que é administrado por um grupo OVNI, foi invadido pelas autoridades duas vezes em uma semana.

Fundado em 1998, depois que a enfermeira Somjit Reapeth afirmou ter visto alienígenas na montanha Nakhon Sawan, na Tailândia, o grupo opera com a premissa de que é possível se comunicar com extraterrestres inteligentes através da prática da meditação.


Muitos dos membros do grupo afirmam estar em comunicação com alienígenas de Plutão e acreditam que essas trocas ajudam a aprimorar suas práticas budistas, bem como a prever desastres futuros.

As autoridades da Tailândia foram atraídas para a área depois que o grupo organizou um evento de observação de OVNIs para coincidir com o aniversário de Somjit no sábado.Os ataques, que tinham como objetivo determinar se o grupo estava invadindo florestas protegidas, ocorreram na quinta e sexta-feira. Também foi emitida uma intimação para os proprietários de terras do centro.

“Se considerarmos alguém culpado de irregularidades, entraremos com um processo criminal contra eles”, disse o major-general Damrong Petpong. “Se um OVNI descer e estacionar aqui, é ainda melhor. Vamos capturar todos eles.”

De acordo com Pinit Laoyuu, do Departamento Florestal local, qualquer lugar com até 0,8 hectares do centro de meditação pode estar invadindo a floresta.

“Por enquanto, não permitiremos que as pessoas montem tendas ou realizem atividades aqui, já que um caso está em andamento”, disse ele.

Comente!