Fenômenos

Pesquisador de OVNIs Stanton Friedman morre aos 84 anos

O ex-físico nuclear passou os últimos 50 anos pesquisando, dando palestras e escrevendo sobre OVNIs.

O investigador civil original do incidente de Roswell, o interesse ao longo da vida de Friedman no fenômeno OVNI o faria deixar o trabalho como físico para estudar o assunto em tempo integral em 1970.


Ao longo das décadas, lecionou em mais de 600 faculdades e em mais de 100 grupos profissionais em 50 estados dos EUA e em 19 países estrangeiros.

Ele publicou pelo menos 80 artigos relacionados a OVNIs, escreveu vários livros e participou de inúmeros documentários de televisão e programas de rádio, bem como em inúmeras entrevistas.

Ele até forneceu testemunho escrito às audiências no Congresso e apareceu duas vezes na ONU.

Preferindo o termo “disco voador” a “OVNI”, Friedman foi capaz de aplicar seu próprio conhecimento e experiência como físico nuclear ao assunto e permaneceu convencido por toda a sua vida de que a humanidade está sendo visitada por uma inteligente civilização extraterrestre.

“Não há dúvida em minha mente, depois de 37 anos de estudo e investigação de que a evidência é esmagadora de que o planeta Terra está sendo visitado por veículos inteligentemente controlados cuja origem é extraterrestre”, disse ele certa vez.

“Não há argumentos aceitáveis ??contra a realidade dos discos voadores, apenas pessoas que não estudaram os dados relevantes ou têm uma forte vontade de não acreditar que a Terra está no fundo da pilha sociologicamente e tecnologicamente em nossa vizinhança galáctica local.”

Sobre o autor

Renê Fraga

é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

Comente!

error: