Criptozoologia

Fósseis de dinossauros em forma de histórias de monstros marinhos

Um novo estudo destacou o papel que os fósseis têm desempenhado na influência de avistamentos de monstros marinhos.

A pesquisa foi conduzida pelo estatístico da Universidade St Andrews, Dr. Charles Paxton, que, junto com o paleontologista Darren Naish, da Universidade de Southampton, analisou 1.700 avistamentos de monstros marinhos datados de 1801 a 2015.


Com o passar dos anos, essas histórias evoluíram de contos de peixes gigantes e serpentes do mar, semelhantes a cobras, a histórias de criaturas de pescoço longo semelhantes ao retrato icônico do Monstro do Lago Ness.

Os pesquisadores descobriram que a forma da criatura descrita em qualquer dado avistamento parecia ser diretamente influenciada pelas descobertas de fósseis de dinossauros da época.

É um conceito que foi apresentado antes – mais notavelmente pelo autor de ficção científica de 1960, L Sprague De Camp, que escreveu as histórias de Conan, o Bárbaro.

“A descoberta de fósseis de répteis marinhos de pescoço comprido no século 19 parece ter influenciado o que as pessoas acreditam ter visto na água”, disse Paxton.

“O problema é uma interessante fusão de história e paleontologia, que mostra que as estatísticas podem ser usadas para testar rigorosamente todo tipo de hipóteses estranhas, se os dados forem tratados da maneira correta.”

Sobre o autor

Renê Fraga

é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

Comente!

error: