FBI testou o cabelo de Bigfoot na década de 1970

Documentos desclassificados revelaram que o FBI uma vez testou amostras de cabelo e tecido de um suposto Bigfoot.

Peter Byrne, de 93 anos, que passou décadas esperando provar a existência da criatura, escreveu repetidas vezes ao FBI em 1976 para fazer testes em amostras coletadas.


“Muitas vezes não nos deparamos com pêlos que não conseguimos identificar e o pêlo que temos agora, cerca de 15 pêlos presos a um pedacinho de pele, é o primeiro que obtivemos em seis anos e que sentimos ser importante “, escreveu ao diretor assistente do FBI, Jay Cochran Jr.

Byrne também escreveu para perguntar sobre testes realizados em outras amostras que o FBI havia obtido.

“Você gentilmente esclarecerá o registro, de uma vez por todas, nos informará se o FBI examinou o cabelo que pode ser o de Pé Grande, quando isso aconteceu, e se aconteceu o que os resultados da análise foram?” ele escreveu. “Por favor, entenda que nossa pesquisa aqui é séria.”

O FBI respondeu algumas semanas mais tarde afirmando que, embora a agência normalmente apenas conduza essas análises como parte de investigações criminais, “ocasionalmente, caso a caso, no interesse de pesquisa e investigação científica, fazemos exceções à política geral “.

“Vamos examinar os cabelos e tecidos mencionados em sua carta.”

Posteriormente, uma carta de acompanhamento detalhou os resultados que “incluíam um estudo de características morfológicas, como estrutura da raiz, estrutura medular e espessura da cutícula, além de moldes de escala”.

“Além disso, os pêlos foram comparados diretamente com pêlos de origem conhecida sob um microscópio de comparação.”

“Concluiu-se como resultado destes exames que os cabelos são de origem familiar”.

Comente!