Curiosidades

Missão da Rússia vai verificar os pousos dos EUA na Lua

O chefe da Roscosmos, Dmitry Rogozin, falou brincando sobre desvendar as teorias de conspiração da Apollo.

Enquanto a NASA e a SpaceX vêm planejando aterrissar humanos na Lua e em Marte, a agência espacial russa vem fazendo planos semelhantes.


Entre as principais, estão propostas para uma presença permanente na Lua, começando com uma sonda robótica no final dos anos 2020 e a primeira missão tripulada à superfície lunar em 2030.

Poderia haver outra razão pela qual a Rússia quer ir à Lua e é tudo a ver com a rivalidade entre ele e os Estados Unidos durante a corrida espacial original dos anos 50 aos anos 70.

Durante uma recente sessão de perguntas e respostas, o diretor da Roscosmos, Dmitry Rogozin, fez uma observação um tanto irônica em resposta a uma pergunta de alguém perguntando se ele acreditava que os Estados Unidos realmente pousaram na Lua em 1969.

“Nós definimos este objetivo para voar e verificar se eles estiveram lá ou não”, disse ele.

Embora a troca possa ter sido simplesmente uma piada despreocupada, não há como negar que as teorias de conspiração que cercam os desembarques da Apollo são abundantes na Rússia há décadas.

Se os cosmonautas russos conseguiram chegar à Lua, não é fora do âmbito da possibilidade que eles possam querer visitar os locais de aterrissagem em um esforço para resolver o problema de uma vez por todas.

Sobre o autor

Renê Fraga

é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

Comente!

error: