Curiosidades

Hawking temia a ascensão de “super-humanos” aprimorados

O falecido físico previu que a engenharia genética acabará por tornar metade da população mundial obsoleta.

Hawking, que morreu em março, deixou uma coleção de artigos e artigos que incluíam algumas de suas anotações sobre os perigos existenciais que nossa espécie pode enfrentar nas próximas décadas.


De particular interesse eram seus pensamentos sobre um futuro em que indivíduos ricos poderiam optar por ter eles mesmos e seus filhos geneticamente melhorados, levando assim a uma raça de super-humanos ‘aperfeiçoados’.

“As leis provavelmente serão aprovadas contra a engenharia genética com humanos”, escreveu Hawking. “Mas algumas pessoas não serão capazes de resistir à tentação de melhorar características humanas, como memória, resistência a doenças e duração da vida.”

Uma vez que isso comece a acontecer, os indivíduos geneticamente aprimorados podem acabar superando suas contrapartes “não melhoradas”, criando uma sociedade de dois níveis que pode ser desastrosa para muitos.

“Uma vez que tais super-humanos apareçam, haverá problemas políticos significativos com humanos não melhorados, que não serão capazes de competir”, escreveu Hawking.

“Presumivelmente, eles morrerão, ou se tornarão sem importância. Ao invés disso, haverá uma corrida de seres autodenominados que estão melhorando a um ritmo cada vez maior.”

Seus pensamentos ecoam os de outros que acreditam que o futuro de nossa espécie reside não na evolução natural, mas na modificação genética e no aumento tecnológico.

Alguns até argumentaram que essa transformação já pode ter começado.

Sobre o autor

Renê Fraga

é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

Comente!

error: