Rússia alerta sobre bactérias espaciais mutantes e mortais

Bactérias que sofrem mutação durante uma viagem ao espaço podem se tornar uma ameaça à vida na Terra, afirmam cientistas.

Organismos extraterrestres podem não ser a única ameaça biológica do espaço sideral – isto é, pelo menos, de acordo com cientistas russos que pesquisam o que acontece quando bactérias que sobreviveram a uma viagem ao espaço realmente retornam à Terra.


Um experimento russo de longa duração chamado Biorisk revelou que microorganismos encontrados no exterior da Estação Espacial Internacional sofreram mutações, de modo a torná-los mais agressivos e mais resistentes aos antibióticos.

Há uma chance de que essas bactérias mutantes possam representar um risco significativo para a vida aqui na Terra.

“Hipoteticamente, num futuro distante, a chegada de substâncias alienígenas de outros planetas à Terra pode ser possível, assim como a outros planetas da Terra”, escreveram cientistas em um relatório sobre as descobertas.

“Além disso, o perigo é colocado por microorganismos terrestres que retornaram do espaço depois de visitar outro planeta e se transformarem de maneira desconhecida em sua atmosfera.”

Esforços estão sendo feitos para desenvolver formas de prevenir a contaminação por tais organismos no futuro.

Comente!