Curiosidades

Bebês nascidos em Marte serão novas subespécies

As crianças nascidas de pais que vivem em uma colônia em Marte serão a própria definição da palavra “marciano”.

Em um estudo recente, os cientistas analisaram os desafios biológicos, sociais e éticos de conceber e dar à luz em outro planeta – algo que inevitavelmente ocorrerá em um futuro não muito distante.


“Assumimos que a reprodução humana em um assentamento de Marte será necessária para o sucesso a longo prazo de uma missão do espaço exterior”, escreveram os autores do estudo.

“As questões centrais são como uma colônia marciana deve manter um equilíbrio entre os direitos reprodutivos e a necessidade de reprodução no ambiente inóspito de Marte.”

Além dos perigos de estar longe da atmosfera protetora da Terra, uma criança nascida em Marte também precisaria se adaptar à menor atração gravitacional do Planeta Vermelho, tornando-os fisicamente mais fracos.

Há também preocupações de que crianças nascidas em outros mundos possam sofrer de uma série de problemas de saúde devido à exposição contínua à radiação prejudicial antes e depois do nascimento.

Em última análise, os “marcianos” genuínos podem até ser classificados como uma nova subespécie humana.

Sobre o autor

Renê Fraga

é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

Comente!

error: