Fenômenos

Meteorito cheio de diamantes encontrado no Sudão

Um meteorito que caiu no deserto da Núbia ofereceu um vislumbre dos primeiros dias do nosso sistema solar.

Conhecido como o meteorito Almahata Sitta, o objeto foi encontrado para ter uma composição particularmente incomum e agora é acreditado para ter sido um dos ‘blocos de construção’ do sistema solar.


Ao analisá-lo, os cientistas puderam aprender mais sobre como os planetas se formaram.

“Antes de acabar em nove planetas, você tinha uma população de corpos maiores de alguns milhares de quilômetros de tamanho – o tamanho de Mercúrio para Marte eu diria – que estavam povoando o sistema solar”, disse o geofísico Professor Philippe Gillet.

“Esses ‘protoplanetos’ estavam colidindo uns contra os outros, formando os planetas que conhecemos hoje.”

Embora seja uma ideia que já existe há anos, até agora era impossível provar.

“Temos em nossas mãos os remanescentes de um desses planetas que estavam povoando o sistema solar pouco antes do final de sua formação”, disse Gillet.

O objeto é um tipo de meteorito misterioso, rico em carbono, conhecido como ureilita.

Os cientistas acreditam agora que os diamantes dentro do meteorito Almahata Sitta foram formados sob enormes pressões dentro de um grande corpo semelhante a um planeta nos primórdios do sistema solar.

Enquanto outros fragmentos se juntaram para formar planetas ou foram ejetados para o espaço interestelar, este permaneceu por bilhões de anos antes de finalmente colidir com a Terra em 2008.

Sobre o autor

Renê Fraga

é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

Comente!

error: