Inexplicável

Mercúrio líquido encontrado abaixo da Pirâmide do Sol em Teotihuacán

Arqueólogos descobriram mercúrio líquido no final de um túnel abaixo da pirâmide do Sol, em Teotihuacan. Uma descoberta que poderia sugerir a existência de uma tumba de rei ou outra coisa.

A entrada de um túnel de 1.800 anos de idade, sob o Templo da Serpente emplumada, a terceira maior pirâmide de Teotihuacan, foi descoberta pela primeira vez em 2003, e um extenso projeto envolvendo pesquisadores humanos e robôs de controle remoto está em andamento desde então.


Recentemente, arqueólogos mexicanos anunciaram os resultados de anos de exploração desse túnel e, entre muitos artefatos, pesquisadores encontraram grandes quantidades de mercúrio líquido.

Pirâmide do sol, Teotihuacan, Mexico

“Eles o usaram para decorar objetos de jade e colorir os corpos de sua realeza. Foram encontrados vestígios de mercúrio em outros três locais, em Maya e Olmeca, em torno da América Central, mas não em quantidades tão grandes como as descobertas sob o Templo da Serpente emplumada”, disse Rosemary Joyce, professora de antropologia da Universidade da Califórnia.

O mercúrio líquido também foi encontrado ao redor do túmulo do primeiro imperador da China que está enterrado no fundo de uma colina no centro da China e que permanece inalterado há mais de dois milênios.

Isso é apenas coincidência?

Poderia ser possível que as pirâmides antigas servissem como uma espécie de tecnologia antiga para essas antigas civilizações com objetivo de servir os seres extraterrestres, como os teóricos dos antigos astronauta dizem?

Sobre o autor

Renê Fraga

é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

Comente!

error: