Fenômenos

Cientistas estudam a cratera Boca do Inferno da Sibéria

Referido por alguns como a ‘Porta para o Mundo Inferior’, a cratera Batagaika, localizada na Sibéria, está em constante expansão.

Situada no norte da província de Yakutia, esta cratera de 100 metros profundidade é de particular interesse para os cientistas porque a sua expansão contínua a proporcionar uma oportunidade de estudar camadas de terra profundamente enterradas que revelam muito sobre a história geológica da região.


No estudo mais recente, os pesquisadores que analisam os depósitos de permafrost na cratera identificaram uma ampla gama de paisagens passadas que vão desde florestas densas até a tundra aberta.

A cratera em si, que também é conhecida como uma “mega queda”, foi formada pela primeira vez nos anos 1960 e desde então tem crescido a uma taxa de até 30 metros por ano.

“Em média, ao longo de muitos anos, vimos que não há tanta aceleração ou desaceleração dessas taxas, está crescendo continuamente”, disse o pesquisador Frank Gunther.

“E crescimento contínuo significa que a cratera fica cada vez mais profunda a cada ano.”

Sobre o autor

Renê Fraga

é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks – empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

Comente!

error: