Ufologia

Caso Triângulo de Broad Haven completa 40 anos

Já faz quatro décadas que um grupo de crianças testemunhou um OVNI fora de sua escola no País de Gales.

O incidente notável, que continua a ser um dos mais convincentes casos de ovnis já relatados, envolveu um grupo de alunos que viram uma figura vestida de prata emergir de uma “nave amarelo em forma de charuto”, que desembarcou em um campo ao lado da Escola Primária de Broad Haven em 4 de fevereiro de 1977.


Reitor da escola, que não acreditava sua história, depois pediu para que as crianças desenhassem o que tinham visto. Para sua surpresa, os esboços do OVNI e seu ocupante eram todos assustadoramente semelhantes.

O mesmo OVNI foi relatado novamente duas semanas mais tarde, desta vez por alguns dos professores. Um deles até mesmo descreveu a visão de uma “criatura” indo para dentro.

Outro estranho avistamento também foi relatado em abril pela proprietária do hotel Rosa Granville, que foi acordada nas primeiras horas por um barulho estranho e viu uma série de luzes peculiares piscando através de sua janela.

Quando olhou para fora observou o que descreveu como um “pires de cabeça para baixo” em um campo próximo e dois “humanoides sem cara” no chão ao lado dele.

“Era de manhã cedo e a minha mãe foi acordada por um barulho de zumbido que ela pensava ser a caldeira a gás. Uma vez lá embaixo ela percebeu que o barulho era do lado de fora”, disse sua filha, Francis.

“Ela olhou para fora e viu cerca de 100 metros de distância de um objeto oval que ela só poderia descrever como uma “nave espacial com luzes”, pousando lentamente na terra e duas criaturas com ternos de prata.

Nenhuma explicação conclusiva para esses avistamentos já foi encontrada.

Sobre o autor

Renê Fraga

é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

error: