Cauda de dinossauro foi encontrada em âmbar

A cauda de um dinossauro de 99 milhões de anos de idade, incluindo os ossos, tecidos moles e até mesmo penas, foi encontrada preservada em âmbar, de acordo com um artigo da revista Current Biology.

Esta é a primeira vez que os cientistas são capazes de associar claramente penas bem preservadas com um dinossauro, e por sua vez obter uma melhor compreensão da evolução e estrutura das penas de dinossauros.

Com base na estrutura da cauda, os pesquisadores acreditam que pertence a um jovem coelurosaur, parte de um grupo de dinossauros terópodes que inclui, desde tiranossauros, aos pássaros modernos.

A presença de vértebras da cauda articulada na amostra permitiu aos pesquisadores descartar a possibilidade de que as penas pertenciam a um pássaro pré-histórico.

Embora seja coberto de penas, o dinossauro provavelmente teria sido incapaz de voar. Em vez disso, essas penas podem ter servido uma função de sinalização ou desempenhado um papel para estabilizar a temperatura do animal.

Comente!