Processo exibido em Arquivo X poderá ser usado para combater bactérias resistentes aos antibióticos

Um processo exibido no seriado Arquivo X em que a agente Scully, interpretada pela atriz Gillian Anderson, faz uma análise para verificar se há DNA alienígena ramificada em seu sangue, pode ter alguma repercussão no mundo real.


Os cientistas resolveram um mistério que poderá salvar vidas com um procedimento muito similar ao exibido na cultuada série com origem nos anos 90.

O processo tem desafiado os cientistas durante mais de 20 anos, mas poderá ser utilizado para o tratamento de câncer de para combater as bactérias resistentes aos antibióticos.

Professor de Genômica Funcional na Universidade de Sheffield, Jon Sayers, diz que a última descoberta “poderia abrir o caminho para um melhor diagnóstico ou novas drogas”.

O processo foi tema em um dos novos episódios de Arquivo X na qual a agente Scully suspeita que seu DNA poderia conter partículas extraterrestres.

“Na realidade, longe de ser de origem alienígena, nosso DNA é ramificado todos os dias em nossos corpos”, disse Sayers. “Isso acontece toda vez que nossas células se dividem”.

Comente!