Fogo da Aldeia, o fenômeno das árvores que emitem luminescência

fogo-da-aldeia

Para alguns um estranho fenômeno causado, nas folhas, por fungos ricos em fósforo, para outros um reflexo do campo eletromagnético dos discos voadores.


Ubirajara Franco Rodrigues, em uma pesquisa para a Revista Planeta, de março de 1984, constatou que alguns tipos de pequenas árvores, tais como a asa-peixe, o terebinto e o azevinho, em relatos de avistamentos de OVNIs, provocavam uma espécie de luminescência, dando a impressão de que estavam pegando fogo.

No dia seguinte, verificava-se que a árvore estava intacta, verde e com muita saúde. Na mesma época um grupo de pesquisadores exológicos (GUG) recolheu as folhas ‘brilhantes’ e levou para análise laboratorial. Na ocasião constatou-se fungos esbranquiçados, riquíssimos no elemento químico fósforo, mas faltaram elementos que explicassem a reação desse elemento.

Na Bíblia encontramos uma provável evidência desse mesmo fenômeno:

“E apareceu-lhe o anjo do Senhor em uma chama de fogo do meio de uma sarça e olhou, e eis que a sarça ardia
no fogo e a sarça não se consumia…”

Também no Alcorão encontramos as árvores luminosas:

“Deus é a luz do céu e da terra; à semelhança de sua luz; é como um nicho e nele posta uma lâmpada; a lâmpada num farol e o farol, como se fosse uma estrela fulgurante, ilumina-se de uma Oliveira Bendita, que não é do Oriente e nem do Ocidente e que brilha mesmo quando o fogo não a tocou.”

Comente!