Vida alienígena poderia prosperar em elementos exóticos

lugares-exoticos

Os pesquisadores acreditam que formas de vida alienígenas poderiam ser capazes de sobreviver em um “supercrítico” dióxido de carbono.


A descoberta de extremófilos, organismos que vivem em algumas das condições mais extremas e inóspitas da Terra, abriram portas para a possibilidade de que a vida extraterrestre não venha a precisar necessariamente de condições similares a nossa para sobreviver.

Agora, os cientistas que tomaram esta abordagem um passo adiante, estão investigando se ela pode ser possível para que as formas de vida prosperem em uma forma exótica de dióxido de carbono que apresenta propriedades compatíveis com líquidos e gases.

Dióxido de carbono supercrítico é o dióxido de carbono essencialmente que atingiu um estado supercrítico, devido a uma certa combinação de pressão e temperatura.

Embora o dióxido de carbono regular seja geralmente considerado um solvente inviável para sediar as reações químicas para a vida, em seu estado supercrítico, torna-se muito mais hospitaleiro a ponto de que as enzimas podem ser ainda mais estáveis do que na água.

“Eu sempre fui interessado em vidas exóticas e adaptações criativas de organismos para ambientes extremos”, disse o co-autor da pesquisa Dirk Schulze-Makuch.

“CO2 supercrítico é muitas vezes esquecido, então eu senti que alguém tinha que montar algo sobre seu potencial biológico.”

Comente!