Stephen Hawking: “não há buracos negros”

buraco-negro

Prof Hawking publicou um novo estudo que sugere que a visão aceita sobre buracos negros é errado.


Bem conhecido por seu trabalho sobre o assunto, o mundialmente famoso físico está tentando conciliar o comportamento de um buraco negro com a teoria gravitacional básica e teoria quântica para produzir um único sistema unificado.

Segundo Hawking, em teoria gravitacional o buraco negro colocado um nada, nem mesmo a luz pode escapar dele. Sob uma interpretação da teoria quântica no entanto, o buraco negro é colocado como uma massa efervescente de partículas de alta energia que queimam tudo o que ele toca.

Combinando esses conceitos, Hawking veio com a idéia de um “horizonte aparente”.”sem limite fixo, enquanto altera o termo “buraco negro” para os menos absoluto “buraco cinza”. A ausência de eventos significa que não existem buracos negros – no sentido de que a luz não pode escapar para o infinito”, escreveu ele.

“No entanto, existem horizontes aparentes que persistem por um período de tempo. Isto sugere que os buracos negros devem ser redefinidos como estados ligados a metaestáveis ??do campo gravitacional”.

Comente!