A bondade nas pessoas pode residir em seus genes

bondade

Nosso traço de generosidade vem através de nossas experiências de vida ou nossos genes têm uma mão nisso?


Psicólogos da Universidade de Buffalo e da Universidade da Califórnia realizaram uma nova pesquisa que sugere que embora não seja ao exclusivo, o que fazemos de bom a outros pessoas é, em certa medida, influenciados pelos nossos genes.

Estudos têm relacionado dois hormônios, oxitocina e vasopressina, para a maneira como tratamos os outros. "O estudo constatou que esses genes combinados com a percepção das pessoas com o mundo podem prever a generosidade", disse o autor do estudo, Michel Poulin.

"Especificamente, os participantes do estudo que encontraram o mundo ameaçador eram menos propensos a ajudar os outros – a menos que eles tinham melhor versões dos genes receptores que são geralmente associados com gentileza", diz ele.

De acordo com Poulin, esta versão melhor dos genes "permite superar os sentimentos do mundo ameaçador e ajudar outras pessoas, apesar de esses temores”.

Não estamos dizendo que nós encontramos o gene da gentileza", acrescenta. "Mas temos encontrado um gene que produz uma contribuição. O que eu acho tão interessante é o fato de que ela faz uma contribuição na presença de certos sentimentos que as pessoas têm sobre o mundo em torno deles."

Via Science Daily

Comente!